Ações em prol do desenvolvimento do Estado são apresentadas no lançamento do Programa Mobiliza Brasil

A desburocratização, o equilíbrio fiscal, a oferta de programas e projetos de incentivo às micro e pequenas empresas trazem segurança e confiança no ambiente de negócios capixaba reafirmando o compromisso do Governo do Estado em promover o desenvolvimento regional. Este é o retrato da economia do Espírito Santo que foi apresentado, nesta sexta-feira (16), pela Secretaria de Desenvolvimento (Sedes) durante o lançamento do programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade, evento on-line organizado pelo Ministério da Economia e Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), em Vitória.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, esteve presente no evento e durante sua fala afirmou que o Espírito Santo tem alcançado números sensíveis ao conquistar o título de estado com menor tempo de espera para abertura de novas empresas do Sudeste, de acordo com os dados da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim). A diminuição do tempo médio para a abertura de novas empresas no Estado reflete as iniciativas do Governo do Estado para a desburocratização de processos e melhoria do ambiente de negócios capixaba.

Kneip citou ainda que o Espírito Santo foi classificado como o 5° estado mais competitivo do País, de acordo com o Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado anualmente pelo Centro de Liderança Pública (CLP). O Espírito Santo está na frente de estados como Minas Gerais (7°), Mato Grosso do Sul (6°) e atrás apenas do Paraná (4°), Distrito Federal (3°), Santa Catarina (2°) e São Paulo (1°). Outro dado mencionado pelo secretário Marcos Kneip foi a adesão dos 78 municípios ao Programa Estadual de Desburocratização do Ambiente de Negócios (Simplifica-ES) que otimiza o atendimento aos empreendedores e reduz o tempo de abertura de novos negócios em território capixaba.

“A Findes e o Sebrae têm sido ótimos parceiros em projetos importantes do Estado como o Simplifica-ES e a Sala do Empreendedor. Sabemos que ambos desempenham um trabalho fantástico em seus segmentos. Unindo forças e mantendo diálogo franco e republicano constante com o setor produtivo, o Estado vem avançando em vários quesitos e isso é importante para quem deseja empreender porque sente que existe segurança e planejamento. Vamos manter o Estado neste rumo, pois somente conversando podemos fazer com que as empresas possam expandir em suas atividades, destravamos investimentos e conseguimos trazer mais investimentos”, pontuou.

O secretário de Estado de Desenvolvimento frisou ainda que o Espírito Santo está em 2° lugar no Índice de Liberdade Econômica Estadual (IMLEE) do Brasil, estudo elaborado pelo Centro Mackenzie de Liberdade Econômica (CMLE), em São Paulo. Para alcançar essa classificação são analisados três pilares: os gastos do governo, as características de sua tributação e a liberdade do mercado de trabalho.

O lançamento do programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade contou com a presença da vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes; do secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME), Carlos Da Costa; e da presidente da Findes, Cris Samorini, além de gestores públicos estaduais e municipais, parlamentares, representantes de entidades do setor produtivo e empreendedores.

 

Leia também

Pesquisa aponta que país gasta R$ 1.398,53 em despesas relacionadas à saúde pública por habitante

Pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta que, em 2019, as esferas federal, estadual e municipal gastaram R$ 1.398,53 em despesas relacionadas à...

Representantes da indústria defendem tributação mais justa para o segmento

Representantes da indústria defenderam em live nesta última quinta-feira (22) um tratamento tributário mais justo para o segmento. No evento “Indústria em Debate: o...

“30% dos estabelecimentos não vão abrir as portas”, diz diretor da Abrasel

Após sete meses de quarentena em razão da pandemia do novo coronavírus, os setores econômicos de todo mundo precisaram se reinventar. Mesmo com todas as...

Últimas

Pesquisa aponta que país gasta R$ 1.398,53 em despesas relacionadas à saúde pública por habitante

Pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta que, em 2019, as esferas federal, estadual e municipal gastaram R$ 1.398,53 em despesas relacionadas à...

Representantes da indústria defendem tributação mais justa para o segmento

Representantes da indústria defenderam em live nesta última quinta-feira (22) um tratamento tributário mais justo para o segmento. No evento “Indústria em Debate: o...

“30% dos estabelecimentos não vão abrir as portas”, diz diretor da Abrasel

Após sete meses de quarentena em razão da pandemia do novo coronavírus, os setores econômicos de todo mundo precisaram se reinventar. Mesmo com todas as...

Extratos bancários de partidos devem ser divulgados em tempo real

A exemplo do que já ocorre com as prestações de contas eleitorais, a partir de agora os extratos das contas bancárias dos partidos serão...

COVID-19: Centros Imunológicos recebem incentivo de R$ 113 milhões

Subsetores da Saúde pública como os Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs) que tratam pessoas com doenças imunossupressoras, tratamentos de síndromes respiratórias, as...